CUIABÁ

TECNOLOGIA

The Witcher e mais: os melhores jogos por até R$ 50 desta semana

Publicado em

TECNOLOGIA

 

source
Confira os
Reprodução

Confira os “achados” no mundo dos games desta semana

The Witcher 3: Wild Hunt, Streets Of Rage 4, Dungeons of Dreadrock e Borderlands 3 estão entre os melhores jogos que você pode comprar nesta semana por até R$ 50 — ou até de graça! Quer conhecer mais sobre eles? Nas linhas a seguir, apresentamos cada um desses sucessos que se destacam nas promoções do PlayStation, Xbox, Switch e PC.

The Witcher 3: Wild Hunt (2015) – R$ 41,58

Para começar, a edição completa do RPG The Witcher 3: Wild Hunt está custando R$ 41,58 na PlayStation Store. Comprando esse pacote, você leva a aventura completa do bruxo Geralt de Rivia, além de todos as expansões com conteúdos adicionais já lançados para o jogo até hoje.

Vencedor do título de Jogo do Ano em 2015, esse game é bastante aclamado não só pelos fãs da franquia, como também por jogadores apaixonados pelo gênero de RPG. Seus destaques são os personagens bem construídos, as missões intrigantes e o mundo aberto vasto repleto de desafios.

Para quem curte jogos de longa duração, The Witcher 3: Wild Hunt é um prato cheio. Além das centenas de horas que você pode passar na campanha principal, as expansões Hearts of Stone e Blood and Wine liberam ainda mais histórias e atividades para realizar no game.

Leia Também:  Baixo acesso à internet reforça desigualdades sociais, diz pesquisador

Streets Of Rage 4 (2020) – R$ 46,22

Na Xbox Store, Streets Of Rage 4 está saindo por R$ 46,22. Esse jogo é muito recomendado para quem curte o gênero beat’em up. Basicamente, você só precisa andar para frente enquanto soca e chuta qualquer inimigo que aparece pelo caminho.

Inspirado nos clássicos de fliperama, o jogo dá continuidade à trilogia iniciada em 1990. Na história, Axel, Blaze, Adam e outros personagens icônicos da franquia se unem para limpar o crime das ruas de uma cidade dominada por facções criminosas.

Com progressão lateral, o objetivo é quebrar tudo usando apenas socos, chutes e as habilidades especiais de cada personagem. Além de jogar sozinho, é possível se unir a até três amigos para cooperar nos modos offline.

Dungeons of Dreadrock (2022) – R$ 25

Na eShop do Nintendo Switch, Dungeons of Dreadrock tá saindo por R$ 25. Desenvolvido pelo doutor e professor Christoph Minnameier, o game jogo é inspirado nos clássicos de quebra-cabeça dos anos 80. Ao todo, há mais de 100 fases com enigmas desafiadores para desvendar.

Leia Também:  Brasileiro vendeu as portas de casa para ir a show de Anitta

Além dos quebra-cabeças, você deve enfrentar inimigos em combates com bastante ação e estratégia para escapar das salas. Seu objetivo é escalar todos os andares para, no final, lutar contra o Rei da Montanha e salvar seu irmão de ser sacrificado.

Borderlands 3 (2019) – Grátis!

No PC, Borderlands 3 pode ser resgatado de graça na Epic Games Store. O jogo de tiro da Gearbox mistura mecânicas de RPG e ainda traz milhões de armas para você usar a vontade durante a campanha. A melhor parte do game é o humor cheio de galhofas e loucuras, bastante característico da série.

Para se aventurar na campanha, você deve escolher um Caça-Arcas. Cada personagem tem jogabilidade diferente, assim como pontos fortes e fracos, além de habilidades únicas. Amara, por exemplo, consegue invocar braços musculosos de energia capazes de prender e esmagar inimigos.

Borderlands 3 ainda tem dois passes de temporada completos cheios de DLCs para expandir os conteúdos com mais armas e aventuras. Para resgatar o jogo, basta ter uma conta na Epic Games Store.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Como ver seu iceberg do Spotify com artistas mais ouvidos no app

Publicados

em

Veja como gerar seu iceberg do Spotify
Tecnoblog

Veja como gerar seu iceberg do Spotify

Usuários do Spotify que gostam de se informar sobre suas métricas e histórico na plataforma agora tem mais uma ferramenta para se divertir – e, de quebra, aderir a uma trend das redes sociais. O iceberg do Spotify é uma ferramenta não oficial do streaming, em que o usuário pode descobrir seus artistas mais ouvidos no serviço e o quanto eles são populares por lá.

Para ver o seu iceberg do Spotify e descobrir quais são seus artistas mais ouvidos da plataforma e o quão populares eles são no serviço de streaming, siga os passos abaixo. Esteja ciente, porém, que ao aderir à brincadeira do Icebergify, você estará compartilhando informações do seu perfil com o criador do site:

  1. Acesse o site Icebergify:  Acesse o site do Icebergify  e toque no botão “Create yours” para fazer login em sua conta do Spotify;
  2. Conceda permissão de compartilhamento de informações:  Na próxima tela, se informe sobre todos os conteúdos que serão compartilhados com o site. Se concordar com essa permissão e decidir continuar, toque em “Aceito”;
  3. Veja seu iceberg:  Pronto, seu iceberg do Spotify será gerado automaticamente. Clique na imagem com o botão direito do mouse, salve em seu computador e compartilhe nas redes sociais! Caso o seu iceberg não apareça, talvez seja necessário atualizar a página algumas vezes. Se mesmo assim o desenho não for gerado, limpe seus cookies ou tente outro dispositivo.
Leia Também:  iOS 16 vai finalmente dividir mensagens entre linhas telefônicas

É recomendado que, depois de participar da brincadeira, o usuário revogue o acesso do Icebergify a seus dados. Para isso, faça login no site do Spotify e, no menu com sua foto, clique em “Conta”. Em seguida, toque em “Aplicativos” e revogue o acesso.

Como funciona o Icerbeg do Spotify

Depois do Spotify Wrapped (ferramenta oficial de retrospectiva 2021 da plataforma) e da pizza do Spotify (recurso para descobrir seus gêneros musicais mais ouvidos no último mês), chegou a vez do iceberg do Spotify se transformar na nova febre das redes sociais.

A ferramenta, que não é oficial do streaming e foi criada pelo desenvolvedor Akshay Ra, gera uma imagem em formato de iceberg com nomes de cantores e bandas que estão entre os 50 artistas mais ouvidos pelo perfil na plataforma.

Para fazer essa seleção, o Icebergify utiliza dados observados no curto (último mês), médio (últimos seis meses) e longo prazo (vários anos). O que significa que na sua imagem podem aparecer artistas que você ainda escuta quase diariamente no serviço, mas também cantores e bandas que você ouvia muito anos atrás.

Além disso, a imagem dispõe esses artistas em diferentes camadas do iceberg, de acordo com seu nível de popularidade na plataforma. Isso quer dizer que quanto mais popular um artista é no serviço, mais no alto ele estará localizado, e quanto mais desconhecido, mais embaixo seu nome aparecerá.

Essa classificação é feita pelo Icebergify por meio de informações do Spotify como número de streams, compartilhamentos, curtidas e seguidores.

Por que meu iceberg está com níveis em branco?

Caso um ou mais níveis do seu iceberg fiquem em branco, sem nenhum artista aparecendo na camada, fique tranquilo, porque isso não é um erro do Icebergify. Situações como essa querem dizer apenas que dentre os 50 artistas mais ouvidos por você na plataforma, nenhum deles se encaixa naquele nível de popularidade específico.

Caso você queria deixar seu iceberg completo, uma dica é “sair da bolha” e escutar artistas com os quais normalmente você não tem contato.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA