CUIABÁ

AO LADO DE MENDES

Piquet participa de inauguração de obras do Parque Novo Mato Grosso que contará com autódromo

Segundo governador, objetivo é colocar ‘uma das mais importantes obras da Baixada’ em funcionamento em até dois anos

Publicado em

POLÍTICA

Foto: Reprodução / Mayke Toscano - Secom MT

Ao lado do tricampeão mundial de Fórmula 1, Nelson Piquet, o governador Mauro Mendes (DEM) inaugurou as obras do Parque Novo Mato Grosso, na manhã desta sexta (26), com autódromo e área total de 300 hectares, com capacidade para promover eventos com até 100 mil pessoas. Segundo o democrata, essa é uma das mais importantes iniciativas do Estado para o desenvolvimento da Baixada Cuiabana.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui!

“Essa é uma das mais importantes obras para o desenvolvimento da Baixada Cuiabana. Vamos construir aqui um dos mais belos autódromos desse país e da América Latina”, disse Mendes.

O estacionamento deve ofertar mais de 12 mil vagas, também haverá espaço para shows, kartódromo, lago para prática esportiva com 100 hectares, museu do agro, pista de motocross, pista de caminhada de 5 km, pista de skate, pista de ciclismo, pista de bicicross, parque da família e pista para arrancadão.

Leia Também:  Suspeito de matar e decapitar jovem de 19 anos é preso com carro usado em crime

De acordo com o governador, todo o entorno do parque já está sendo estruturado para evitar engarrafamentos, bem como receber milhares de visitantes para os eventos. As obras estão sob a responsabilidade de contratação pela Secretaria de Infraestrutura (Sinfra). Já as atrações do parque serão contratadas via Companhia Mato-Grossense de Participações e Projetos (MT Par).

“Já temos o acesso licitado pela Sinfra. A partir da estrada da Chapada acessaremos por uma pista dupla. Vamos construir toda a estrutura necessária para não causar perturbação ao trânsito. Teremos mais de 12 mil vagas de estacionamento, com meta de chegar a 15 mil vagas”, relatou.

O objetivo é colocar o parque em funcionamento em até dois anos, fazendo do local um dos maiores espaços multieventos da América Latina, que vai movimentar o comércio, serviços, turismo e geração de empregos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Confaz segue Mendes e prorroga congelamento do ICMS dos combustíveis

Índice é utilizado como base de cálculo de cobrança do imposto; colegiado foi unânime

Publicados

em

Foto: Reprodução / Mayke Toscano - Secom MT

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) aprovou, nesta quinta (27.01), a prorrogação por mais 60 dias do congelamento do Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF). O índice é utilizado como base de cálculo de cobrança do ICMS dos combustíveis. O colegiado decidiu de forma unânime.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui!

O governador Mauro Mendes (DEM) já havia votado para que o congelamento, em 14 de janeiro, e enviou uma nova proposta ao grupo de governadores, na qual insistiu em prorrogar a medida por mais 180 dias, mas não foi aceita em sua integralidade, ficando acordado o prazo de mais 60 dias.

“Ninguém aguenta mais tanto aumento e o Governo de Mato Grosso tem insistido nessa pauta. ”, afirmou o governador.

Mauro Mendes, no entanto, alertou também ser necessário que a Petrobras mude sua política de preços para que a população pare de pagar tão caro pelo combustível.

Leia Também:  Confaz segue Mendes e prorroga congelamento do ICMS dos combustíveis

“A Petrobras atrela o preço do combustível ao preço internacional do barril de petróleo. Ela tem registrado lucros recordes às custas de arrancar o couro da população, com aumento atrás de aumento”, relatou.

Além de propor e votar pelo congelamento, o Governo de Mato Grosso também realizou redução de ICMS, que passou a valer a partir deste ano.

Foi reduzido o imposto da gasolina de 25% para 23% (a menor alíquota do país) e do diesel de 17% para 16%. No etanol, Mato Grosso tem a menor alíquota entre os estados, de 12,5%.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA