CUIABÁ

POLÍTICA MT

Programa “Palavra Literária” entrevista a escritora Marli Walker

Publicado em

POLÍTICA MT

Foto: PUBLICIDADE / ALMT

Aos 18 anos, Marli Terezinha Walker veio para Mato Grosso e fez do estado a sua casa. Aqui, produziu importantes obras literárias, que garantiram a ela uma cadeira na Academia Mato-Grossense de Letras e um convite para participar do programa “Palavra Literária” e contar um pouco da sua história. O nono episódio desta temporada vai ao ar neste sábado (14), na TV Assembleia (canais 30.1 e 30.2), às 12h30 e às 18h30.

O amor pelas palavras surgiu desde muito cedo, mas foi só durante a graduação em letras que Marli Walker retomou a prática da escrita. Até o momento, já publicou sete livros e mais um está em produção.

Engajada com a causa feminina, a escritora participa do Coletivo Literário Maria Taquara – Mulherio das Letras MT e aborda o tema em várias de suas obras. Como tese do mestrado em literatura, estudou a poesia de uma mulher camponesa e publicou o livro “Inferno e Paraíso na poética de Adriane Rocha” (2009).

Intrigada com a escassez de registros históricos acerca da produção de mulheres na literatura mato-grossense, Marli resolveu aprofundar as pesquisas e o material levantado durante sua tese de doutorado resultou na publicação “Mulheres Silenciadas e Vozes Esquecidas: três séculos de poesia feminina em Mato Grosso” (2021), que aborda o período iniciado no século XIX até os dias atuais.

Leia Também:  Arthur Aguiar rebate críticas por desafinar ao vivo em programa de TV: “Seguir!”

O próximo livro, que ainda está em fase de elaboração, também fará alusão à temática, a partir da figura incógnita e histórica de Maria Taquara.

Entre as obras de sua autoria já publicadas, constam ainda os livros de poesia: “Pó de Serra” (2006/2017), “Águas de Encantação” (2009), “Apesar do Amor” (2016) e Jardim de Ossos (2020)

A escritora aponta a existência de cerca sequência nas obras – com exceção de “Águas de Encantação” -, no que diz respeito ao desejo de cada eu lírico de “gritar”, “botar pra fora”.

“O Pó de Serra tem um diálogo com o Jardim de Ossos. No Jardim de Ossos é possível, através de um olhar mais atento, perceber que essa voz finalmente surge, emerge, ela vem e diz. E é um desejo que passa também por Apesar do Amor. Já o Águas de Encantação destoa um pouco dos outros três, porque aborda outro eu lírico, outra fase, outro momento, embora estejam presentes também as metáforas muito relacionadas, sempre, com a natureza”, explica.

Leia Também:  Senado aprova MP que cria programa de voluntariado para desempregados

O primeiro romance de sua autoria, “Coração Madeira” (2020), narra a trajetória de uma protagonista feminina em busca de um espaço, uma identidade independente.

“Ela vivencia essa travessia e encontra, justamente, uma ponte para conseguir alcançar pelo menos a autonomia de pensamento e, em seguida, a autonomia financeira”, diz.

A produção literária de Marli Walker a credenciou para ingressar na Academia Mato-Grossense de Letras, onde ocupa a cadeira 02. A nomeação para instituição, ocupada majoritariamente por homens, é, em sua avaliação, simbólica.

Marli acredita que a leitura é “a forma mais fácil e bonita para alcançar outros mundos” e ressalta a importância de espaços como o programa “Palavra Literária” para que os autores possam falar sobre suas obras.

“A iniciativa da TV Assembleia é excepcional, porque é um registro que fica. Esta temporada está ainda mais focada nas obras dos escritores e acredito que essa proposta é muito adequada com o que realmente é a literatura”, frisa.

As reprises do programa “Palavra Literária” são transmitidas aos domingos (11h30 / 21h), terças (12h30 / 22h) e sextas-feiras (12h30 / 22h).

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

‘Tigresa Vip’ anuncia pré-candidatura pelo PT após Justiça acatar pedido da defesa

Ester disse que comemorou a decisão da 38º Zona Eleitoral de Santo Antônio de Leverger dessa quarta-feira (25.05)

Publicados

em

Reprodução

A atriz de conteúdo adulto Ester Caroline Henrique Bonometo Pessato, mais conhecida como Tigresa Vip, anunciou na tarde desta quinta-feira (26.05) que já se colocou como pré-candidata a deputada estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT), após a justiça acatar o pedido feito pela defesa da ‘deputável’ para se filiar na legenda. Agora, Ester tem outro desafio pela frente: vencer as convenções do partido, no domingo (29.05) e firmar seu nome como candidata.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui no Grupo 1 e no Grupo 2! Participe também do Grupo de Discussão

“Já está assinada a minha ficha da pré-candidatura. Na convenção, eu creio que terei um probleminha, sim, mas estou confiante”, disse, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Ester disse que comemorou a decisão da 38º Zona Eleitoral de Santo Antônio de Leverger dessa quarta-feira (25.05), para filiação dela no Partido dos Trabalhadores (PT). Na decisão, o juiz Alexandre Paulichi Chiovitti estipulou prazo de três dias para o PT de Barão de Melgaço inserir o nome de Tigresa Vip na lista de filiados da legenda.

Leia Também:  "É inadmissível", disse o deputado Barranco sobre o fechamento de leitos em Rondonópolis

A defesa de Ester entrou com o pedido na Justiça Eleitoral nessa terça-feira (24.05), após negativas dos diretórios Estadual e Nacional da sigla, para filiação da atriz. Ester tenta entrar para o partido, desde março.

A atriz de conteúdo adulto Ester Caroline Henrique Bonometo Pessato, mais conhecida como Tigresa Vip, anunciou na tarde desta quinta-feira (26.05) que já se colocou como pré-candidata a deputada estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT), após a justiça acatar o pedido feito pela defesa da ‘deputável’ para se filiar na legenda. Agora, Ester tem outro desafio pela frente: vencer as convenções do partido, no domingo (29.05) e firmar seu nome como candidata.

“Já está assinada a minha ficha da pré-candidatura. Na convenção, eu creio que terei um probleminha, sim, mas estou confiante”, disse, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Ester disse que comemorou a decisão da 38º Zona Eleitoral de Santo Antônio de Leverger dessa quarta-feira (25.05), para filiação dela no Partido dos Trabalhadores (PT). Na decisão, o juiz Alexandre Paulichi Chiovitti estipulou prazo de três dias para o PT de Barão de Melgaço inserir o nome de Tigresa Vip na lista de filiados da legenda.

Leia Também:  Vice-prefeito de Cuiabá desiste de pré-candidatura ao Governo do Estado

A defesa de Ester entrou com o pedido na Justiça Eleitoral nessa terça-feira (24.05), após negativas dos diretórios Estadual e Nacional da sigla, para filiação da atriz. Ester tenta entrar para o partido, desde março.

Na entrevista, Ester foi questionada sobre a opinião da deputada estadual Janaina Riva (MDB), única mulher na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, que disse no mês passado que não a aceitaria no partido dela, porque ela seria visto com uma piada.

“Eu fiquei triste, ainda mais vindo de uma mulher. Mas eu não quero ir para o partido dela, eu quero ir para o PT. Mas eu espero que ela lembre disso quando for pedir voto para as garotas e garotos de programa”, rebateu.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA