CUIABÁ

SENADO

Homem forte de Mendes, Mauro Carvalho será primeiro suplente de Fagundes

Publicado em

POLÍTICA MT

Foto: Divulgação

Considerado o homem de confiança do governador Mauro Mendes (UB) o ex secretário-chefe da Casa, Mauro Carvalho, será o primeiro suplente do senador Wellington Fagundes, que busca a reeleição.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui no Grupo 1 e no Grupo 2! Participe também do Grupo de Discussão.

O anúncio, feito na manhã desta sexta-feira (5), durante a convenção do Partido Liberal, enterra de vez a possibilidade de palanque aberto para o Senado, sugerida algumas vezes pelo titular do Paiaguás, que queria manter a médica Natasha Slhessarenko (PSB) em sua base.

“Há alguns dias a gente vinha com esse namoro, né senador Wellington? E, finalmente a gente conseguiu que o casamento fosse um casamento de verdade, não um casamento aberto, mas um casamento fechado, exclusivo” disse o vice-presidente do União Brasil, ex-senador Cidinho Santos, que representou a agremiação no evento liberal.

A escolha do segundo suplente do candidato liberal ainda não foi fechada. Em seu discurso, Wellington Fagundes afirmou que a reunião seria breve, uma vez que daria continuidades às reuniões partidárias nesta sexta, com objetivo de sacramentar sua chapa.

Leia Também:  Produtor rural é a indicação do PSB para segunda suplência de Wellington Fagundes

EM TEMPO – A menos que tenha sido bem amarrado junto a Mauro Mendes, a “escalação” de carvalho não significa ter a oportunidade de conhecer o salão azul do Congresso Nacional.

Em oito anos como senador. o liberal nunca abriu espaço para o seu suplente, o médico sinopense Jorge Yanai que, aliás, será adversário de Fagundes na disputa deste ano.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

CCJR analisa 46 matérias em reunião ordinária

Publicados

em

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa apreciou 46 matérias durante reunião ordinária realizada na tarde desta terça-feira (9). No encontro, os parlamentares aprovaram parecer pela derrubada do veto total ao Projeto de Lei nº 1186/2021, que estabelece a obrigatoriedade de contratação de cantores, instrumentistas, bandas ou conjuntos musicais locais em shows e eventos financiados com dinheiro público.

Também receberam parecer pela derrubada o Veto Total nº 89/2022, aposto a projeto aprovado pela Assembleia, que estipula prazo para análise da prestação de contas e para o repasse de recursos financeiros à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAES, Pestalozzi e afins – e o Veto Total nº 95/2022, aposto a proposta sobre tratamento, em aterros sanitários, dos líquidos produzidos pelo lixo. O prazo para adaptação à regra seria de dois anos.

Uma das propostas aprovadas pela CCJR altera trechos da Lei nº 10.941/2019, que dispõe sobre a gratuidade de inscrição às pessoas com deficiência em competições de corrida de rua realizadas no estado. O PL nº 764/2021 pretende ampliar o direito à isenção a todas as competições esportivas, aumentar a reserva de ingressos para esse fim de 5% para 10% e também acrescentar como critério para fazer jus à gratuidade que o competidor tenha renda mensal de até três salários mínimos.

Leia Também:  Senado: plenário decide se planos devem cobrir tratamentos fora do rol

Também recebeu parecer favorável o PL nº 348/2021, que acrescenta dispositivos à lei que define critérios para nomeação e exercício dos cargos de secretários de estado. A proposta visa impedir que pessoas condenadas com base nas leis Maria da Penha e do Feminicídio exerçam o cargo de secretário estadual em Mato Grosso.

Das 46 matérias votadas, foram analisados 20 vetos e 12 receberam parecer pela derrubada. Já entre os projetos de lei, oito receberam parecer favorável e 18, parecer contrário. 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA