CUIABÁ

POLÍCIA

Polícia Civil cumpre 10 mandados em operação para apurar roubo de defensivos em Campo Verde

Publicado em

POLÍCIA

Dez ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão domiciliar, são cumpridos pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (23.06), na segunda fase da operação “Cartão Vermelho”, deflagrada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e Delegacia de Campo Verde. 

A operação tem como alvos suspeitos identificados em investigação de roubo de defensivos em uma propriedade rural do município. As ordens judiciais foram expedidas pela 3ª Vara Criminal de Campo Verde com base nas investigações da Polícia Civil. 

Na operação, são cumpridos sete mandados de busca domiciliar, dois mandados de prisão temporária no município de Campo Verde, e um mandado de prisão temporária na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May. 

O roubo

O crime ocorreu no dia 19 de março de 2022, em uma fazenda na BR 070, em Campo Verde sentido a Primavera do Leste. Na ocasião, aproximadamente 15 criminosos ,em posse de armas longas e curtas, renderam os funcionários da fazenda e subtraíram diversos defensivos agrícolas, além de antena, monitores, trator, celulares e dois veículos (um carro e uma motocicleta). 

Leia Também:  Polícia Civil participa da 4ª edição do Curso de Inteligência de Fiscalização Ambiental 2022

Primeira fase

Na primeira fase da operação, deflagrada no mês de maio deste ano, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão domiciliar que resultaram em duas pessoas  presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições.

Durante as buscas foram apreendidas duas armas de fogo, sendo uma pistola 9mm com 3 carregadores, e um revólver 38, além de 44 munições 9mm, seis munições 38, duas munições calibre 22, uma munição calibre 32, duas munições .40 e uma munição calibre 12.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Jovem desaparecida é encontrada em fundo de residência e suspeito preso em flagrante por ocultação de cadáver

Publicados

em

A Polícia Civil localizou na tarde desta terça-feira (28.06) o corpo de uma mulher que estava desaparecida desde o dia 24 de junho, quando foi vista pela última vez. O suspeito do crime foi preso em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver.

O corpo da vítima, Christiane Ferreira Senger, de 22 anos, foi encontrado enterrado a 1,5 metro de profundidade, em um buraco cavado no fundo da residência do suspeito, no bairro São Miguel.

A Delegacia da Polícia Civil de Campo Verde recebeu na segunda-feira o registro de desaparecimento da vítima. Segundo as informações coletadas, a vítima saiu de sua residência na noite de sexta-feira e não levou documentos e nem a motocicleta.

A equipe de investigação iniciou a apuração e chegou à última pessoa a manter contato com a vítima. O suspeito confessou o crime, foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e informou onde estaria enterrado o corpo de Christiane, após autorizar a entrada da equipe policial na residência.

Com auxílio de maquinário foi feita a escavação no local e retirado o corpo do buraco, a um metro e meio de profundidade. A Perícia Técnica Oficial foi acionada para os trabalho no local e remoção do corpo.

Leia Também:  Polícia Federal combate o comércio ilegal de ouro no Tocantins

A Polícia Civil apurou que o suspeito trocou mensagens com Christiane, onde ambos combinaram de se encontrar e, anterior ao crime, os dois tiveram uma discussão.

O delegado Philipe Pinho coordena a investigação e vai ouvir em depoimento o suspeito do crime para esclarecer outras informações que possam levar à motivação e a dinâmica do feminicídio. 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA