CUIABÁ

POLÍCIA

Empresário é acusado de atirar em homem que o repreendeu por urinar perto de crianças

Ao ver o carro no acostamento, o empresário parou, disse que o mataria e atirou. O agressor está sendo procurado

Publicado em

POLÍCIA

Ilustração

A Polícia Civil de Sorriso está procurando um empresário acusado de balear um homem, de 40 anos, neste último final de semana, em Sorriso. A vítima foi atingida no braço, socorrida por populares e encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Não há risco de morte.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui!

A versão apurada é que o suspeito estava em uma confraternização e urinou perto de algumas crianças. O atirador o repreendeu e pediu para que procurasse um banheiro para fazer suas necessidades.

Após aconselhar o empresário, pegou seu carro para ir embora, no entanto, acabou o combustível do veículo.

Ao ver o carro no acostamento, o empresário parou, disse que o mataria e atirou. Ele já foi identificado, mas ainda está sendo procurado. O caso segue sob investigação da delegacia de Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Por falta de dinheiro, auxílio-diesel para caminhoneiros deve ficar só no papel
Propaganda

POLÍCIA

Ministério Público e Polícia Civil deflagram segunda fase da Operação Renegados

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

O Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em investigação conjunta com a Polícia Civil, por intermédio da Corregedoria-Geral da Polícia Civil, deflagraram na tarde desta sexta-feira (26.11) a segunda fase da Operação Renegados, com a finalidade de cumprir um total de 30 mandados judiciais, sendo 14 mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão domiciliar, cinco mandados de busca e apreensão em residências e nove mandados de busca e apreensão em celas do Centro de Custódia da Capital.

A operação se fundamenta em Procedimento de Investigação Criminal (PIC) instaurado no âmbito do Gaeco e em inquérito instaurado pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil.

A operação se dá em continuidade às investigações sobre denúncias da prática de inúmeros crimes tais como concussão, tráfico, porte ilegal de armas de fogo, corrupção, roubo qualificado e favorecimento da prostituição ou exploração sexual de adolescentes cometidos por uma organização criminosa composta , dentre outros membros, por policiais civis, militares e informantes.

Leia Também:  Sesp-MT assina convênio para instalação de vídeomonitoramento em Jaciara

O Ministério Público e a Polícia Civil comungam esforços para combater os que desonram sua missão institucional e renegam a nobre missão do combate à corrupção e criminalidade . A lei é para todos e com muito mais rigor deve atingir aqueles que abusam da função pública e se utilizam do cargo e do aparato estatal para o cometimento de crimes.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA