CUIABÁ

POLÍCIA FEDERAL

PF e BPFRON localizam fundo falso em veículo na aduana da Ponte da Amizade em Foz do Iguaçu/PR

Publicado em

POLÍCIA FEDERAL


Foz do Iguaçu/PR – Em mais uma ação integrada, no âmbito da Operação Hórus, a Polícia Federal, com o BPFron, realizava fiscalização na aduana da Ponte Internacional da Amizade (PIA), fronteira com o território paraguaio, quando resolveu abordar um veículo com placas paraguaias.

Ao vistoriar o interior do referido veículo, os policiais encontraram um fundo falso na parte traseira do carro, contendo diversas caixas de cigarros eletrônicos, sem nenhuma documentação fiscal.

Diante do ocorrido, os policiais encaminharam o motorista paraguaio, bem como o veículo e as mercadorias para a Receita Federal, para a realização dos procedimentos administrativos.

Fazem parte do Programa V.I.G.I.A. nessa operação interagências equipes da POLÍCIA FEDERAL, BPFRON e demais Unidades da PMPR, TIGRE e GOA da PCPR, RECEITA FEDERAL e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu

[email protected]

Coordenação Geral de Comunicação Social

Contato: (61) 2024-8142

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Federal investiga recebimento ilegal de benefício previdenciário
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF cumpre mandado de busca e apreensão em repressão ao abuso sexual infanto-juvenil, em Piracicaba/SP

Publicados

em

Piracicaba/SP – A Polícia Federal cumpriu na manhã desta terça-feira (09/08), mandado de busca e apreensão no combate ao compartilhamento, produção e posse de imagens e vídeos com conteúdo de abuso sexual infanto-juvenil. O mandado foi expedido pela Justiça Federal em Piracicaba/SP.

Durante o cumprimento da ordem judicial foram apreendidos 01 notebook e um aparelho de telefone celular. A busca foi realizada pela equipe técnica na residência do investigado, sendo localizados arquivos categorizados como de natureza pedopornográfica.

O indiciado, preso preventivamente por conta da comprovação da posse do material, responderá no inquérito pelos crimes previstos nos artigos 241-A e 241-B do Estatuto da Criança e Adolescente. Em levantamento preliminar, foi verificado que o preso já havia sido condenado pelos mesmos crimes em 2011.

Se condenado, poderá cumprir penas que variam de 01 a 04 anos de reclusão por armazenamento, somada a penas que variam de 03 a 06 anos, se comprovado o compartilhamento dos arquivos.

Comunicação Social da Delegacia da Polícia Federal em Piracicaba

(19) 3301-5203

Fonte: Polícia Federal

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PF e CGINT combatem fraude previdenciária
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA