CUIABÁ

R$ 1 MILHÃO

Homem morre ao reagir à prisão durante apreensão de 66 kg de cocaína em Mato Grosso

Ao ser montada a barreira policial, o suspeito parou bruscamente na contramão, desceu do veículo e entrou em uma região de mata

Publicado em

MATO GROSSO

Reprodução
O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) apreendeu, nesta quarta-feira (22.06), 66 quilos de substância análoga à pasta base de cocaína, avaliada em mais de R$ 1 milhão. O caso ocorreu entre Vila Bela da Santíssima Trindade e Pontes e Lacerda, e na ocasião, um dos suspeitos reagiu à ação policial, vindo à óbito logo após ser socorrido.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui no Grupo 1 e no Grupo 2! Participe também do Grupo de Discussão

O patrulhamento estava sendo realizado próximo ao quilômetro 36 da BR-174, quando os operadores de fronteira perceberam dois veículos GM/Celta de cor azul e Fiat/Uno Way de cor branca em alta velocidade trafegando no sentido Vila Bela/Pontes e Lacerda. Ao perceber a viatura policial, os dois condutores frearam bruscamente, levantando suspeita.

A guarnição iniciou o acompanhamento dos suspeitos, dando ordem de parada com sinais sonoros e luminosos, que não foi obedecida por ambos. Após alguns quilômetros de perseguição, o condutor do veículo Celta, iniciou manobras bruscas, jogando o veículo para cima da viatura e logo em seguida, os operadores conseguiram abordar o condutor.

Leia Também:  Polícia Federal apreende 47 kg de cocaína na BR 101

Durante a busca veicular, foi encontrado um rádio comunicador e o suspeito confessou ganhar R$ 1.500 para realizar a função de “batedor” em apoio ao outro veículo que transportava a droga. Paralelamente, a equipe solicitou apoio para abordagem ao veículo Uno, que continuava trafegando em alta velocidade.

Ao ser montada a barreira policial, o suspeito parou bruscamente na contramão, desceu do veículo, entrou em uma região de mata e iniciou disparos com arma de fogo contra os policiais, que revidaram a agressão. Em seguida, os policiais encontraram o suspeito ferido, ainda com vida, sendo socorrido e encaminhado para o hospital Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda. O suspeito não resistiu aos ferimentos e faleceu no hospital.

No veículo Uno, foi encontrado no banco traseiro um fardo de substância análoga à pasta base de cocaína, contendo 64 tabletes, totalizando os 66 quilos de entorpecentes, além de rádios comunicadores e baterias de recarga.

O suspeito que realizava a função de batedor e todo o material apreendido foram encaminhados à Delegacia Especial de Fronteira (Defron), em Cáceres. O prejuízo total ao crime é de R$ 1,2 milhão.

Leia Também:  Juristas que marcaram a história: Pontes de Miranda
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Veterinária morre no interior de Mato Grosso após atropelar uma anta na BR-163

A concessionária foi acionada por volta das 1h30 da madrugada para socorrer a condutora, que foi encaminhada ao hospital mas não resistiu aos ferimentos

Publicados

em

Érica Fernanda de Jesus Fernandes, de 33 anos, morreu, na madrugada desta segunda-feira (8) após colidir seu veículo, um Ford Fiesta branco, com uma anta, quando trafegava pela rodovia BR-163 no município de Sorriso (distante 397 km de Cuiabá). Após chocar-se com o animal, o carro saiu da pista e capotou sobre a faixa de domínio.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui no Grupo 1 e no Grupo 2! Participe também do Grupo de Discussão.

A concessionária Rota do Oeste, responsável pela administração da rodovia, foi acionada por volta das 1h30 da madrugada para socorrer a condutora, que foi encaminhada em estado gravíssimo ao Hospital Regional de Sorriso, mas não resistiu aos ferimentos. Ela estava com um carona, que também recebeu atendimento médico.

Érica era veterinária e atuava como servidora comissionada da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente desde julho de 2021.
Segundo nota divulgada pela prefeitura de Lucas do Rio Verde, a vítima voltava de uma pós-graduação em São Paulo quando sofreu um acidente .

Leia Também:  Polícia Civil cumpre mandados contra grupo envolvido em execução advogado em Cuiabá

“Como única médica veterinária, Érica atuou diretamente na castração de mais de 480 cães e gatos e era apaixonada pela causa animal. Ela era entusiasmada pelo projeto, teve papel importante para que a unidade iniciasse os atendimentos em dezembro de 2021, e tinha como propósito aumentar cada vez mais o número de animais castrados mensalmente pela unidade de castração”, diz trecho da nota.

Em razão da perda da veterinária, a Prefeitura de Lucas do Rio Verde decretou luto oficial de três dias.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA