CUIABÁ

META ALCANÇADA

Filha de motorista de ônibus que perdeu braço na BR-163 faz cota virtual para visitar o pai

Jovem mora em Brasília e precisava arrecadar R$ 2,5 mil; 69 pessoas apoiaram causa e meta foi ultrapassada

Publicado em

GERAL

Foto: Reprodução / Redes sociais

A jovem Beatriz Campos fez uma cota virtual e angariou R$ 2,7 mil para visitar o pai, o motorista Edmilson Pereira Campos, que conduzia o ônibus de viagem que bateu contra uma carreta e deixou oito pessoas mortas, em um trecho entre Sinop e Sorriso, na BR-163.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui no Grupo 1 e no Grupo 2! Participe também do Grupo de Discussão

A meta era R$ 2,5 mil. A campanha recebeu a participação de 69 apoiadores. Beatriz reside em Brasília e fez um apelo em seu perfil no Instagram para que possa estar ao lado da família. Edmilson segue internado em estado grave em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Sinop. Ele perdeu o braço na batida.

“Olá, me chamo Beatriz e infelizmente o meu pai sofreu  um acidente de ônibus na estrada de Sinop, na BR-163, o braço dele foi amputado no momento da batida e ele está em um estado muito GRAVE na UTI. Preciso arrecadar uma quantia de R$ 2.500 pra fazer uma viagem para o local onde ele está internado. Quem puder contribuir e me ajudar com qualquer quantia eu fico extremamente grata!”, escreveu a filha do condutor.

Leia Também:  Jardim Botânico do Rio expõe imagens da missão belga de 1922 ao Brasil

Acidente deixou oio mortos

O motorista encarava uma jornada de trabalho com mais de 10 horas de duração após o veículo quebrar e ele ficar preso em Lucas do Rio Verde até o problema mecânico ser resolvido.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a causa provável do acidente é que o condutor do ônibus teria invadido a pista contrária para fazer uma ultrapassagem, ocasionando o choque.

As oito pessoas que morreram foram identificadas. No ônibus estavam 46 passageiros, incluindo o motorista. A diretora do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep-MT), Sidinei Cardoso, 48 anos, e seu filho Carlos André, 11 anos, estão entre a lista de óbitos.

 presidente do Sintep, Valdeir Pereira, lamentou a morte da educadora que era professora na Escola Estadual Edeli Montovani.

“Acabei de receber a notícia que não queria e nem gostaria jamais de receber do Cornelio Irmão da companheira e diretora do Sintep. Lamento profundamente a partida de mais vítimas da Rodovia assassina BR 163.Uma perda irreparável e precoce de uma criança e uma mãe”, escreveu o representante do sindicato.

Leia Também:  Dois homens são presos e 11 tabletes de maconha apreendidos pela PM

Lista de vítimas

1 – Alfredo Lopes da Silva, 65 anos
2 – Maria Carneiro, 61 anos
3 – Sidinei de Oliveira Cardoso, 48 anos
4 – Carlos André, de 11 anos
5 – Brenda Nunes Ronsoni, 24 anos
6 – Pedro Henrique Rodrigues Leal Pinto, 21 anos
7 – Clayton A. Silva, 37 anos
8 – Deborah Costa de Almeida, 21 anos

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

DF abre concurso para contratação temporária de brigadistas

Publicados

em

O Instituto Brasília Ambiental (Ibram-DF) abriu inscrições para o processo seletivo simplificado que vai contratar, de forma temporária, 150 brigadistas de combate a incêndios florestais em parque e unidades de conservação da capital do país. As inscrições podem ser feitas a partir desta quarta-feira (29), na página do Ibram na internet. 

Ao todo, serão seis vagas para supervisores de brigada, 24 para chefes de brigada e 120 vagas de brigadistas de prevenção e combate a incêndios florestais. O cadastro será online e gratuito, e fica aberto até o dia 1° de julho. Haverá ainda a formação de cadastro reserva.

A remuneração mensal para brigadistas é de R$ 2.666,40; para chefes de brigada é de R$ 3.333,00 e para os supervisores de brigada, chega a R$ 3.999,60. Em todos os cargos é exigido diploma ou declaração de participação em curso de Formação de Brigada de Combate a Incêndio Florestal.

Para os cargos de chefe de brigadas e supervisores, é necessário apresentar certificado ou diploma de conclusão do ensino médio e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria B ou superior. Para os brigadistas de prevenção e combate a incêndios florestais, um dos pré-requisitos é ser pelo menos alfabetizado. Acesse aqui o edital.

Leia Também:  Autorizada nomeação de aprovados dos concursos do Ibama e ICMBio

Ao todo, o Ibram gere 82 unidades de conservação espalhadas pelo DF. Os brigadistas temporários poderão trabalhar ainda em outras áreas e em parceria com o Corpo de Bombeiros.

Até o último dia 6 de junho de 2022, o Programa de Monitoramento de Áreas Queimadas nos Parque e Unidades de Conservação (PROMAQ), do Ibram, registrou um total de 106 ocorrências de incêndio florestais e uma área queimada total de pouco mais de 334 hectares. No ano passado, até outubro, foram 542 ocorrências e 2.324 hectares de área queimada no DF. O período mais crítico para a ocorrência de incêndios é justamente durante a estação seca, que vai de maio até meados de outubro. Os meses de agosto e setembro costumam ser os que registram o maior número de ocorrências. 

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA