CUIABÁ

DHPP INVESTIGA

DJ é assassinado e filha é baleada com tiro de raspão na boca em Sinop; ninguém foi preso

Motivação do crime ainda é desconhecida e polícia busca por autores disparos

Publicado em

GERAL

Foto: Reprodução / Olhar Direto e redes sociais

Renê de Souza dos Santos, de 30 anos, foi executado a tiros, na noite desta quinta (25), na Rua João Pedro Moreira de Carvalho, no bairro São Cristóvão, em Sinop. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas não houve tempo para resgate.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui!

Sua filha, de 10 anos, que estava próximo ao pai também atingida com tiro de raspão na boca. Ela foi encaminhada ao Hospital Regional e as primeiras informações apontam que o estado de saúde não é considerado grave.

O perito Fabiano César Cardoso, da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), disse ao MT Notícias que foi constatado que “a vítima iniciou movimento próximo a residência, a cerca de 30 metros (do local onde caiu) e há relatados que começou a ser alvejada naquele ponto vindo ao solo e no pavimento da via, foi novamente alvejado. Notamos ferimentos na perna, nas costas, no peito e na cabeça”.

Leia Também:  Infraero fará gestão de aeroporto e quer voos Sorriso, Cuiabá, Campinas e Brasília

A motivação do crime ainda é desconhecida e até o momento ninguém foi preso. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) iniciou as investigações para identificar os envolvidos no crime.

Este é o segundo DJ assassinado em Sinop. André de Souza Vieira, de 41 anos, foi baleado na madrugada desta quarta (24), na Avenida dos Ingás, no bairro Jardim das Violetas, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Governo Federal lança programa para garantir capacitação profissional e oportunidades a trabalhadores desempregados

Publicados

em


O Presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou, nesta sexta-feira (28/01), a medida provisória que institui o Programa Nacional de Serviço Civil Voluntário para dar oportunidade de trabalho a jovens com idades entre 18 e 29 anos, além de pessoas com mais de 50 anos, que estão desempregadas. A iniciativa tem o objetivo de oferecer vagas para atividades de interesse público nos municípios, juntamente com cursos de capacitação profissional e transferência de renda com a bolsa qualificação.

O Governo Federal, desde a chegada da Covid-19, tem tomado medidas para combater o desemprego e garantir renda à população e o programa lançado reforça esses objetivos.

O programa é executado pelo Ministério do Trabalho e Previdência e vai durar até o final deste ano. O público prioritário são os jovens entre 18 e 29 anos e as pessoas acima de 50 anos que estão fora do mercado há mais de dois anos. As prefeituras vão receber o público-alvo para trabalhar e será paga uma bolsa no valor de meio salário mínimo, vale transporte e seguro de acidentes pessoais. Serão disponibilizados mais de 200 cursos de qualificação.

Leia Também:  Secretaria de Saúde de Cuiabá zera estoque de testes rápidos da Covid-19

A meta é abrir as portas do mercado para os jovens, aumentar a empregabilidade para quem tem mais idade e amenizar os impactos sociais da crise causada pela Covid-19 na área do emprego.

“Tomamos muitas medidas em 2019 que, com toda certeza, influenciaram no ano 2020, o ano onde começamos enfrentar algo ainda desconhecido para nós, a pandemia, a Covid-19. Não foi fácil, mas o Executivo fez sua parte, assinamos muitos contratos, começamos a combater também a onda de desemprego que se aproximava de todos nós e todos trabalharam. Programas foram feitos como o BEm, o Pronampe, a Lei da Liberdade Econômica, desburocratizações, desregulamentações”, disse o Presidente Jair Bolsonaro.

E acrescentou: “Os gastos, em 2020, com o Auxílio Emergencial, com os números já corrigidos, equivaleram a 15 anos de Bolsa Família”.

Trabalho e qualificação

A adesão dos municípios ao Programa Nacional de Serviço Civil Voluntário é facultativa. Ao longo do ano, o contratado deverá participar de pelo menos dois cursos de capacitação ofertados pelos serviços nacionais de aprendizagem e pelo Sebrae, priorizando qualificação nas atividades econômicas mais importantes no município e em sua região.

Leia Também:  Infraero fará gestão de aeroporto e quer voos Sorriso, Cuiabá, Campinas e Brasília
Fonte: Brasil.gov

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA