CUIABÁ

SEGUIA PARA SÃO PAULO

Avião apresenta falha no Aeroporto Marechal Rondon e passageiros são retirados às pressas

Pane foi diagnosticada pouco antes da aeronave decolar; um homem quebrou a perna ao saltar

Publicado em

GERAL

Foto: Reprodução / Secom Azul

Um avião da Azul Linhas Aéreas apresentou falha minutos antes da decolagem, no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, na madrugada desta quinta (25.11), e os passageiros precisaram ser retirados.

– NOTÍCIAS EM TEMPO REAL: participe do grupo do MT Notícias no WhatsApp e acompanhe tudo em primeira mão. Inscreva-se aqui! 

O voo 2751 tinha como destino a cidade de São Paulo, sem escalas, saindo às 2h e chegando às 5h. Passageiros relataram que houve uma freada brusca segundos antes do aviso das aeromoças para deixar a aeronave.

Os funcionários da Azul não utilizaram as portas principais e orientaram a evacuação pelas saídas de Emergência por meio de dois escorregadores. Algumas pessoas ficaram feridas. Devido a altura do vão entre o um dos escorregadores e o chão, uma mulher quebrou a perna ao saltar e cair de joelhos.

Diversos voos foram remanejados, deixando os saguões cheios.

A empresa emitiu nota informando que “O voo AD2751 (Cuiabá-Guarulhos) teve sua decolagem abortada após a identificação de uma pane na aeronave, tendo o comandante do voo realizado o procedimento padrão previsto para esse tipo de situação. Os Clientes evacuaram a aeronave por meio das saídas de emergência do avião. A Azul destaca que está prestando todo o apoio necessário aos clientes, lamenta o ocorrido e reforça que ações como essa são necessárias para garantir a segurança de suas operações”.

Leia Também:  Universidades investigam manchas de óleo em praias cearenses

* Matéria em atualização. Mais informações a qualquer momento 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Governo Federal lança programa para garantir capacitação profissional e oportunidades a trabalhadores desempregados

Publicados

em


O Presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou, nesta sexta-feira (28/01), a medida provisória que institui o Programa Nacional de Serviço Civil Voluntário para dar oportunidade de trabalho a jovens com idades entre 18 e 29 anos, além de pessoas com mais de 50 anos, que estão desempregadas. A iniciativa tem o objetivo de oferecer vagas para atividades de interesse público nos municípios, juntamente com cursos de capacitação profissional e transferência de renda com a bolsa qualificação.

O Governo Federal, desde a chegada da Covid-19, tem tomado medidas para combater o desemprego e garantir renda à população e o programa lançado reforça esses objetivos.

O programa é executado pelo Ministério do Trabalho e Previdência e vai durar até o final deste ano. O público prioritário são os jovens entre 18 e 29 anos e as pessoas acima de 50 anos que estão fora do mercado há mais de dois anos. As prefeituras vão receber o público-alvo para trabalhar e será paga uma bolsa no valor de meio salário mínimo, vale transporte e seguro de acidentes pessoais. Serão disponibilizados mais de 200 cursos de qualificação.

Leia Também:  Governo investe mais R$ 10 milhões em obra da Copa que custará R$ 64,7 mi aos cofres

A meta é abrir as portas do mercado para os jovens, aumentar a empregabilidade para quem tem mais idade e amenizar os impactos sociais da crise causada pela Covid-19 na área do emprego.

“Tomamos muitas medidas em 2019 que, com toda certeza, influenciaram no ano 2020, o ano onde começamos enfrentar algo ainda desconhecido para nós, a pandemia, a Covid-19. Não foi fácil, mas o Executivo fez sua parte, assinamos muitos contratos, começamos a combater também a onda de desemprego que se aproximava de todos nós e todos trabalharam. Programas foram feitos como o BEm, o Pronampe, a Lei da Liberdade Econômica, desburocratizações, desregulamentações”, disse o Presidente Jair Bolsonaro.

E acrescentou: “Os gastos, em 2020, com o Auxílio Emergencial, com os números já corrigidos, equivaleram a 15 anos de Bolsa Família”.

Trabalho e qualificação

A adesão dos municípios ao Programa Nacional de Serviço Civil Voluntário é facultativa. Ao longo do ano, o contratado deverá participar de pelo menos dois cursos de capacitação ofertados pelos serviços nacionais de aprendizagem e pelo Sebrae, priorizando qualificação nas atividades econômicas mais importantes no município e em sua região.

Leia Também:  Polícia apreende carga de pasta base avaliada em R$ 14,3 milhões; total chega a quase 1 ton em um mês
Fonte: Brasil.gov

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA