CUIABÁ

ESPORTES

Senado avança na Lei Geral do Esporte

Publicado em

ESPORTES

Com inovações como a tipificação do crime de corrupção privada para dirigentes esportivos, a exigência de mulheres em cargos de direção de clubes para liberação de recursos de loterias e o combate ao preconceito nos espaços esportivos, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado aprovou nesta quinta-feira (26) o projeto de lei que cria nova Lei Geral do Esporte (PLS 68/2017). O texto segue para votação no plenário do Senado, ainda sem data definida.

Relatado pela senadora Leila Barros (Cidadania – DF), o texto foi elaborado por uma comissão de juristas e reúne diversas normas sobre o esporte. São 210 artigos sobre temas como financiamento público e privado, gestão das entidades esportivas, regime de trabalho de atletas e infraestrutura das arenas esportivas. Entre as grandes novidades da proposta está o dispositivo que tipifica o crime de corrupção privada no esporte, inédito no Brasil. Nesse casos, o texto prevê pena de reclusão de dois a quatro anos e multa para o agente que “exigir, solicitar, aceitar ou receber vantagem indevida, como representante de organização esportiva privada, para favorecer a si ou a terceiros”. 

Leia Também:  Brasileiro: Botafogo e Fluminense se enfrentam em busca de vaga no G4

O texto também cria uma espécie de “Lei da Ficha Limpa” para as entidades esportivas, impedindo pessoas afastadas por gestão temerária ou fraudulenta de dirigir clubes e federações. Além disso, determina que as torcidas organizadas que pratiquem condutas discriminatórias, racistas, xenófobas, homofóbicas ou transfóbicas fiquem impedidas de comparecer a eventos esportivos por até cinco anos.

A senadora Leila Barros apresentou substitutivo com alterações significativas no texto. As mudanças, segundo a ex-atleta, foram incorporadas a partir de contribuições de diversas entidades e pessoas “ligadas às mais diferentes áreas do esporte, como atletas e agentes de atletas, a Confederação Brasileira de Atletismo, sindicatos de atletas profissionais, a exemplo do Sindicato dos Atletas Profissionais no Estado do Rio Grande do Sul, representantes de técnicos esportivos, entidades sociais que atuam na área esportiva, como a Atletas pelo Brasil, clubes esportivos sociais, a exemplo do Minas Tênis Clube, e órgãos públicos, como foi o caso do Tribunal de Contas da União”. 

O texto garante ainda igualdade na premiação paga a atletas homens e mulheres em competições que façam uso de recursos públicos, promovidas ou disputadas por organizações esportivas que se utilizem desses recursos.

Leia Também:  Flamengo tenta retomar o caminho das vitórias diante do América-MG

Edição: Graça Adjuto

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Brasileiro: Botafogo e Fluminense se enfrentam em busca de vaga no G4

Publicados

em

Em busca de uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro, Botafogo e Fluminense medem forças, a partir das 16h (horário de Brasília) deste domingo (26), no estádio Nilton Santos. A Rádio Nacional transmite o Clássico Vovô ao vivo.

Motivado após duas vitórias consecutivas (de 2 a 0 sobre o Avaí no domingo pelo Brasileiro e de 2 a 1 na quinta sobre o Cruzeiro pela Copa do Brasil), o Tricolor das Laranjeiras (6º colocado do Brasileiro com 18 pontos) busca três pontos que lhe permitam sonhar com a entrada no G4 da competição.

Mas, independente do resultado, a partida terá um significado especial para um jogador, o atacante Luiz Henrique, que faz seu último jogo pelo time das Laranjeiras antes da transferência para o Bétis (Espanha).

A expectativa é de que o técnico Fernando Diniz repita a equipe titular diante da Raposa. A única dúvida está no meio campo, onde Nonato é dúvida após deixar o campo diante dos mineiros. Em caso de ausência do volante, a possibilidade é de que Wellington receba uma oportunidade. Assim, o Tricolor deve entrar em campo com: Fábio; Samuel Xavier, Nino, Manoel e Caio Paulista; André, Nonato (Wellington) e Ganso; Luiz Henrique, Arias e Cano.

Leia Também:  Senado e UFMG lançam caminhão-museu com história da Independência do Brasil

O Botafogo também chega muito animado ao clássico, pois vem de uma vitória marcante por 3 a 2 sobre o Internacional, em Porto Alegre, pelo Brasileiro. Assim como o Fluminense, o Alvinegro tem 18 pontos, mas ocupa a 8ª posição. Porém, o técnico Luís Castro não terá tanta facilidade como seu colega tricolor para armar sua equipe.

O treinador português sabe que não poderá contar com os suspensos Philipe Sampaio, Patrick de Paula, Kayque e Lucas Piazon. Além disso, estão fora os lesionados Rafael, Carlinhos, Barreto, Gustavo Sauer, Lucas Fernandes, Victor Sá e Diego Gonçalves.

Transmissão da Rádio Nacional

A Rádio Nacional transmite Botafogo e Fluminense com a narração de Rodrigo Campos, comentários de Waldir Luiz, reportagem de Mauricio Costa e plantão de Bruno Mendes. Você acompanha o Show de Bola Nacional aqui:

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA