CUIABÁ

ESPORTES

Elétrico, Pikachu decide e Fortaleza vence Ceará na Copa do Brasil

Publicado em

ESPORTES

Deu Fortaleza no primeiro Clássico-Rei das oitavas de final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (22), o Leão do Pici derrotou o Ceará por 2 a 0 na Arena Castelão, na capital cearense, abrindo vantagem no confronto valendo um lugar nas quartas de final da competição. O ala Yago Pikachu foi o protagonista, fazendo os dois gols do jogo.

A partida de volta será no dia 13 de julho, outra quarta-feira, novamente na Arena Castelão, às 20h (horário de Brasília). O Tricolor se classifica mesmo se perder por um gol de diferença. O Vozão precisa ganhar por três ou mais gols de diferença para avançar no tempo normal. Se o Alvinegro vencer por dois gols de saldo, a vaga será decidida nos pênaltis.

Não fosse Marcelo Boeck, o Ceará teria ido para o intervalo em vantagem. Não uma superioridade tão significativa, mas porque o goleiro fez pelo menos duas ótimas defesas. Aos 31 minutos, o atacante Lima ajeitou para Richard finalizar, para intervenção do camisa 1 do Fortaleza. Cinco minutos depois, o também volante Richardson bateu cruzado e a bola desviou no zagueiro Titi, mas Boeck evitou o gol alvinegro.

Leia Também:  VW revela o ID.Aero, o sedã elétrico que entra no lugar do Passat

O Leão do Pici retornou melhor para o segundo tempo, empurrando o Vozão no campo de defesa. A pressão deu certo aos sete minutos. Após cruzamento do atacante Moisés e finalização do volante Felipe, a bola sobrou para Yago Pikachu, que mandou para o gol.

Aos 22, João Ricardo evitou o segundo do Fortaleza, espalmando um chute forte do atacante Sílvio Romero, próximo à pequena área. Aos 36, porém, o goleiro derrubou Pikachu na pequena área, após passe de Moisés. O próprio ala cobrou a penalidade e aumentou a fatura do Tricolor. O Ceará quase descontou aos 44 minutos, em cabeçada à queima-roupa do zagueiro Luiz Otávio, mas Boeck fez grande defesa.

A dupla cearense volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. No sábado (25), às 21h, o Fortaleza desafia o Atlético-MG no Mineirão, em Belo Horizonte. No domingo (26), às 18h, o Ceará recebe o Atlético-GO na Arena Castelão. Os duelos valem pela 14ª rodada da competição.

Leia Também:  Governo paga Auxílio Brasil a beneficiários com NIS final 7

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Coluna – Brasileirão está mais difícil do que nunca

Publicados

em

Se fizermos uma pesquisa agora perguntando quem é o favorito ao título da Série A do Brasileirão é muito provável, muito mesmo, que o Palmeiras apareça com a grande maioria dos votos. E isso é plenamente justificável, pois o time, bicampeão da Copa Libertadores, fez a melhor campanha na primeira fase do torneio continental deste ano e, na Série A, segue líder já há algumas rodadas. E com certeza na próxima também será.

No entanto, afirmar que ele é mesmo o favorito, se olharmos o andamento do atual campeonato, não será possível. O Palmeiras tem apenas três pontos a mais que o Corinthians, um saldo de gols bem superior, mas nada impede que, em duas rodadas, as posições estejam invertidas.

E mais: que campeonato acirrado o deste ano, em que vemos nove equipes entre 19 a 17 pontos. No alto, três somam 24; e mais uma esquisitice: o Fortaleza, que está nas oitavas-de-final da Copa Libertadores, é o último colocado, já tendo vencido o Flamengo no Maracanã.

Aliás, o Rubro-Negro carioca é um exemplo dessa gangorra no Brasileirão. O time já perdeu seis jogos (quando Jorge Jesus era o técnico foram quatro em toda a temporada), mas quando vence uma chega a pular sete posições na tabela. Com campanha irregular, basta perder um jogo para se ver ameaçado pelo Z4. E no momento está ali, no meio da tabela, a três pontos do Fluminense, que abre o G6.

Leia Também:  Águas abertas: Ana Marcela Cunha conquista ouro nos 5 km no Mundial

Fazer uma estimativa do que vai acontecer para o fim do campeonato é missão impossível. E não faltam motivos para isso neste ano de Copa do Mundo em novembro. Nesta semana e na próxima teremos jogos pelas Copas Libertadores e Sul-Americana, envolvendo 11 equipes, mais da metade das que disputam a Série A. Em julho, os jogos da volta da Copa do Brasil, com a participação de outros três times, além de outros dez que estão nas copas continentais. Nesses dois torneios, muito dinheiro em jogo, o que faz com que haja uma prioridade para eles, em detrimento do Brasileirão em algumas rodadas.

Além disso, a janela de transferência para a Europa vai abrir, permitindo a chegada de jogadores e, pior, a saída de outros. De que forma isso vai afetar, para o bem e o mal, o desempenho de cada um? Como vão se comportar as equipes eliminadas de alguma (ou das) Copa(s)?

Pensou nisso tudo? E aí, continua achando que o Palmeiras é favorito? Eu também acho, ainda. Até porque a qualidade do futebol que temos visto está bem abaixo da dos últimos anos. Mas eu não arriscaria dinheiro nesse palpite.

Leia Também:  Fluminense domina Botafogo e vence com golaço de Manoel no Brasileirão

* Sergio du Bocage é apresentador do programa No Mundo da Bola, da TV Brasil

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA