CUIABÁ

ESPORTES

Copa do Brasil: Hulk desequilibra e Atlético-MG derrota Flamengo

Publicado em

ESPORTES

O Atlético-MG saiu na frente do Flamengo na busca por uma vaga para as quartas de final da Copa do Brasil, ao derrotar o Flamengo por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (22) no estádio do Mineirão, na partida de ida das oitavas de final. E o protagonista deste triunfo foi o atacante Hulk, que marcou um gol e fez a jogada do outro.

Porém, a equipe classificada será definida apenas no dia 13 de julho, quando as equipes voltam a se enfrentar no estádio do Maracanã, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Três dias após o Galo derrotar o Rubro-Negro por 2 a 0 pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, as equipes voltaram a medir forças, mas agora pela Copa do Brasil. A expectativa era enorme para ver como a equipe comandada pelo técnico Dorival Júnior atuaria na partida decisiva.

Leia Também:  Filipinho é tetra e estreante Samuel Pupo vice na etapa Rio Pro da WSL

Talvez tentando controlar mais as ações do confronto, o treinador do Flamengo optou por povoar mais o meio de campo, colocando uma trinca de volantes (Willian Arão, João Gomes, Andreas Pereira), e adiantar o uruguaio Arrascaeta para jogar como uma espécie de segundo atacante, bem próximo de Gabriel Barbosa.

Mas a opção parece não ter dado certo diante de um Atlético-MG que foi perigoso desde o início, e que abriu o placar cedo graças ao brilho de seu principal jogador. Logo aos 6 minutos de bola rolando, Mariano faz lançamento longo para Hulk, que, mesmo pressionado pelo zagueiro Rodrigo Caio e pelo goleiro Diego Alves, bateu de primeira, por cobertura, da entrada da área, para marcar um gol de grande nível de dificuldade.

E o camisa 7 do Galo voltou a dar prova da sua qualidade no segundo tempo, quando, aos 9 minutos, recebeu de Nacho ainda no meio campo, avançou em velocidade, se livrando de dois marcadores, e cruzou na medida para Ademir deixar o seu de cabeça.

Leia Também:  Câmara se ilumina de verde e amarelo pelo Bicentenário da Independência do Brasil

Com a desvantagem no placar o Flamengo partiu para o ataque. E, de tanto tentar, conseguiu diminuir aos 34 minutos, quando Rodinei recebeu na ponta direita e cruzou para Lázaro, que escorou para superar o goleiro Everson.

Agora as duas equipes voltam a se concentrar no Campeonato Brasileiro, no qual o Rubro-Negro recebe o América-MG no próximo sábado (25). No mesmo dia o Galo recebe o Fortaleza no Mineirão.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Coluna – Brasileirão está mais difícil do que nunca

Publicados

em

Se fizermos uma pesquisa agora perguntando quem é o favorito ao título da Série A do Brasileirão é muito provável, muito mesmo, que o Palmeiras apareça com a grande maioria dos votos. E isso é plenamente justificável, pois o time, bicampeão da Copa Libertadores, fez a melhor campanha na primeira fase do torneio continental deste ano e, na Série A, segue líder já há algumas rodadas. E com certeza na próxima também será.

No entanto, afirmar que ele é mesmo o favorito, se olharmos o andamento do atual campeonato, não será possível. O Palmeiras tem apenas três pontos a mais que o Corinthians, um saldo de gols bem superior, mas nada impede que, em duas rodadas, as posições estejam invertidas.

E mais: que campeonato acirrado o deste ano, em que vemos nove equipes entre 19 a 17 pontos. No alto, três somam 24; e mais uma esquisitice: o Fortaleza, que está nas oitavas-de-final da Copa Libertadores, é o último colocado, já tendo vencido o Flamengo no Maracanã.

Aliás, o Rubro-Negro carioca é um exemplo dessa gangorra no Brasileirão. O time já perdeu seis jogos (quando Jorge Jesus era o técnico foram quatro em toda a temporada), mas quando vence uma chega a pular sete posições na tabela. Com campanha irregular, basta perder um jogo para se ver ameaçado pelo Z4. E no momento está ali, no meio da tabela, a três pontos do Fluminense, que abre o G6.

Leia Também:  Sport empata com Brusque e perde chance de retornar ao G4 da Série B

Fazer uma estimativa do que vai acontecer para o fim do campeonato é missão impossível. E não faltam motivos para isso neste ano de Copa do Mundo em novembro. Nesta semana e na próxima teremos jogos pelas Copas Libertadores e Sul-Americana, envolvendo 11 equipes, mais da metade das que disputam a Série A. Em julho, os jogos da volta da Copa do Brasil, com a participação de outros três times, além de outros dez que estão nas copas continentais. Nesses dois torneios, muito dinheiro em jogo, o que faz com que haja uma prioridade para eles, em detrimento do Brasileirão em algumas rodadas.

Além disso, a janela de transferência para a Europa vai abrir, permitindo a chegada de jogadores e, pior, a saída de outros. De que forma isso vai afetar, para o bem e o mal, o desempenho de cada um? Como vão se comportar as equipes eliminadas de alguma (ou das) Copa(s)?

Pensou nisso tudo? E aí, continua achando que o Palmeiras é favorito? Eu também acho, ainda. Até porque a qualidade do futebol que temos visto está bem abaixo da dos últimos anos. Mas eu não arriscaria dinheiro nesse palpite.

Leia Também:  Câmara se ilumina de verde e amarelo pelo Bicentenário da Independência do Brasil

* Sergio du Bocage é apresentador do programa No Mundo da Bola, da TV Brasil

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA